top of page
  • Foto do escritorephealth

História da rotina de uma ACS

Você já parou para pensar como é a vida de um ACS, o trabalho?


Pois sente aí que vou lhe contar uma pouco...


Na primeira visita do ACS com a família assistida, ele leva uma ficha composta por diversas perguntas referentes ao domicilio e a cada integrante daquela residência. O documento é um cadastro familiar que funciona da forma mais detalhada possível, identificando se há crianças fora da escola, jovens dependentes químicos, grávidas, hipertensos ou pessoas com doenças graves, entre diversas outras situações.





Feita essa primeira visita, o profissional vai periodicamente (uma vez ao mês geralmente) até a casa da família para checar a realidade do local. Os agentes oferecem assistência, aconchego que só os ACS sabem dar com informação sobre diversas doenças.


Mas basicamente a rotina do ACS é cadastramento/diagnóstico, mapeamento, identificação de micro áreas de risco, realização de visitas domiciliar.


Dito isso, vou contar o relato de uma ACS guerreira, nome dela é Helane e mora na Amazonia e tem dias que não é fácil a rotina dela.


‘’Eu passo o dia todo lá nas comunidades eu saio seis da manhã e volto às oito da noite a comunidade, mas longe são cinco horas de viagem no rabeta e na voadeira são duas horas e meia’’


Ela usa uma rabeta e voadeira (tipos de barquinhos/canoa) e demora 5h o percurso na comunidade mais longe, e não pode ir sozinha pois tem jacaré de até 5 METROS no percurso e ela precisa levar um segundo motor da rabeta, caso aconteça algo.



Ela vai às vezes trabalhar com o marido ou irmão (que é ACE) pois tem muito lugar que é casa de homem solteiro e ela tem medo de ir sozinha, medo de jacarés que tem na região dentre outros bichos.




Vida de ACS não é moleza!

650 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page